Notícias
Compartilhar
04/03/2018

ICMS de fevereiro cresce à taxa chinesa

O ICMS do Estado da Bahia voltou a surpreender positivamente em fevereiro de 2018, com forte crescimento em relação a fevereiro de 2017.

Desempenho de taxa chinesa

Com um crescimento nominal de 14,52% em relação a fevereiro de 2017, a arrecadação de ICMS de fevereiro de 2018 do Estado da Bahia alcançou o montante de 1,76 bilhão de reais, frente aos 1,54 bilhão no mesmo mês de 2017.

Descontada a inflação no período, medida pelo IPCA (2,86%), o montante arrecadado de ICMS em fevereiro de 2018 apresentou um crescimento real de 11,7%, uma taxa de crescimento chinesa.

Desempenho do ICMS da Bahia é destaque nacional

A participação da Bahia no montante do ICMS arrecadado no Brasil alcançou em 2017 o percentual de 4,76% (em 2012 era de 4,22%), e tudo indica que melhoraremos ainda mais em 2018, o que permitirá ao estado e seus municípios atravessarem a fase de ajuste fiscal com mais tranquilidade.

Um aumento de 0,5% na participação nacional de ICMS do Brasil, acarreta um aporte financeiro ao estado em torno de 2,2 bilhões de reais em um ano.

Diversos estados como Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Minas Gerais estão com enormes dificuldades fiscais, atrasando o salário do funcionalismo público e postergando investimentos.

Apoio dos Auditores Fiscais foi fator da virada

Os resultados alcançados desde 2011, com a troca quase completa dos gestores da SEFAZ e a reaproximação da Administração com os Auditores Fiscais, ouvindo suas ponderações, foram fatores primordiais para a recuperação do desempenho da arrecadação de ICMS do Estado da Bahia.

De acordo com o Vice-Presidente do IAF, o AF Sergio Furquim, estamos colhendo agora os frutos das decisões acertadas tomadas a partir de 2011, e para isso foram necessários anos de trabalho árduo, evitando que a Bahia estivesse, por exemplo, em situação fiscal similar ao Rio de Janeiro.

Os Auditores Fiscais, cientes da importância social de seu trabalho, continuarão contribuindo para o fortalecimento da SEFAZ, e por consequência ajudando no desenvolvimento de nosso estado.

Notícias Relacionadas