Notícias
Compartilhar
06/08/2017

IAF se reúne com Secretário e apresenta reivindicações

Na tarde de segunda-feira (dia 31 de julho), a diretoria do Instituto dos Auditores Fiscais do Estado da Bahia – IAF reuniu-se com o secretário da Fazenda Manoel Vitório, para tratar de uma extensa pauta, em que constou além da apresentação de alguns números da última pesquisa de campo realizada pelo IAF, as principais reivindicações da categoria.

A reunião teve início com uma minuciosa análise de alguns pontos levantados na Pesquisa Organizacional contratada pelo Instituto dos Auditores Fiscais junto a uma empresa especializada, que chamou atenção para o número de Auditores Fiscais em condições de aposentadoria nos próximos anos e o percentual daqueles que pretendem aguardar a aposentadoria compulsória.

Concurso Público para Auditor Fiscal

Na oportunidade, o IAF/IAF Sindical foi informado pelo próprio Secretário da Fazenda, da intenção de nos próximos meses, realizar um concurso público para o cargo de Auditor Fiscal, com o intuito de gradativamente promover a renovação do quadro.

Principais deficiências apontadas pela Pesquisa

Outro ponto bastante discutido na oportunidade, foi a baixa avaliação atribuída a política de treinamento da Sefaz, que mereceu uma das menores pontuações na pesquisa realizada. Também a falta de suporte jurídico a atividade do Auditor Fiscal e o modelo atual da composição salarial mereceram avaliação abaixo da média, registrando o descontentamento da categoria.

Quanto a infraestrutura disponibilizada no local de trabalho do Auditor Fiscal, foi reportado ao secretário da Fazenda, a insatisfação dos Auditores Fiscais com os equipamentos de informática, o Sistema Informatizado de Auditoria, os veículos utilizados para o trabalho, a falta de segurança e a falta de apoio administrativo às atividades do Auditor Fiscal.

Após as várias explicações dadas pelos gestores que acompanharam o secretário nessa reunião, a presidente do IAF/IAF Sindical, Lícia Soares, deixou clara a necessidade de que algumas políticas administrativas precisam ser urgentemente revistas, pois o “feedback” com a categoria estaria indicando diversos pontos fracos na estratégia organizacional adotada pela Sefaz, o que em um determinado momento poderá comprometer a sua eficiência administrativa e institucional, afetando o bem estar do servidor, o perfeito clima organizacional e, por consequência, a arrecadação do estado.

Em breve a pesquisa completa será apresentada a todos Auditores Fiscais em eventos nas Dat Metro, Norte e Sul.

Reivindicações dos Auditores Fiscais

Após a apresentação dos dados da Pesquisa Organizacional IAF/IAF Sindical, a diretoria do sindicato tratou de apresentar ao secretário da Fazenda e sua equipe, as reivindicações para serem discutidas: a equiparação da GF para as atividades de auditoria fiscal (115 pontos), o retorno da competência plena para o Auditor Fiscal, a recomposição do vencimento base, a majoração da indenização de transportes com base nos valores de outros Estados e a criação do Fundo de Aperfeiçoamento e Desenvolvimento da Atividade Tributária.

Na oportunidade a presidente do IAF explicou que aquelas reivindicações eram especificas, pois representavam questões que seriam discutidas naquele momento, salvaguardando, contudo, os valores atrasados em decorrência da falta de concessão do reajuste linear aos servidores, assunto que voltará a discutir em outra oportunidade.

Notícias Relacionadas